dermatologista curitiba

Banho quente – mas nem tanto

Com a chegada do inverno, alguns cuidados são necessários para manter a pele saudável. A dermatologista Annia Cordeiro explica que cuidar da pele no frio é mais fácil do que se imagina e não é preciso abrir mão do conforto. “Ninguém precisa tomar banho gelado, basta que sejam um pouco mais curtos e a água não esteja tão quente a ponto de deixar a pele vermelha. Além disso, é importante não usar esponjas e não usar muito sabão, preferindo os sabonetes neutros ou com hidratante em sua fórmula.”

As precauções são necessárias porque o frio, naturalmente, já resseca a pele. Com as baixas temperatura a ingestão de água é menor, o que diminui a hidratação. Por fim, a água quente no banho e as esponjas ajudam a retirar o óleo natural que protege a pele e mantém sua umidade. “O óleo natural funciona como uma camada de proteção para evitar a penetração de bactérias, fungos e vírus presentes nos ar. Além disso, intermedeia o contato da pele com substâncias alergênicas como mofo, fibras de tecidos ou poeiras”, explica a dermatologista.

Ao perder essa proteção, a pele fica mais suscetível a doenças, alergias, irritações,  entre outras. “Apesar de ter muitas causas, a caspa – seborréia do couro cabeludo – também costuma aparecer nessa época. As pessoas que normalmente apresentam o problema deve prevenir, usando xampu anti-caspa logo que o clima esfriar e mantê-los durante todo o inverno”, aponta.

Hidratação poderosa
A orientação é hidratar. Os cremes devem ser usados diariamente, principalmente após o banho. O ideal é utilizar produtos diferentes para o rosto e para o corpo, pois a pele varia nas duas regiões. “Pessoas com pele oleosa, devem optar para um produto específico sem óleo em sua composição”, orienta Dra. Annia.

E vale lembrar: faça frio ou faça calor, o protetor solar é indispensável para evitar os danos pelos raios solares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *